Ildebranda Martins — ARTIST






Ildebranda Martins

 

Entrevista com a artista Ildebranda Martins —

 

1. Quem é você e o que você faz?
Chamo-me Ildebranda Martins, sou Portuguesa, nascida em 1965, Angola. Sou artista, coordenadora de uma galeria de responsabilidade social.

 

 

2. Por que arte?
Embora seja uma autodidata, desde há muito que me estreei na Pintura e na Arte Plástica. Embora tivesse começado já em estado adulto, era ainda muito jovem. Começou como complemento à escrita e depois com a continuidade, as alegrias retiradas dessas ações criativas começaram a alimentar-me o espírito.

 

 

3. Qual é a sua primeira lembrança de querer ser artista?
Na escola era uma criança diferente, com uma sensibilidade e intuição que fazia com que os meus comportamentos se distinguem-se dos restantes. Embora fosse aceite socialmente tinha pensamentos que me transformavam numa Ilha dentro de um Universo muito monocromático. A escrita tornou-se um refúgio, o desenho abstrato em papel, uma necessidade.

 

 

4. Quais são seus assuntos e mídias favoritos?
A minha arte é pretensiosa e visa despertar consciências, não assenta na noção de que deve ter uma mera utilidade decorativa, mas sim na ideia de que deve gerar pensamentos nos outros. Por isso os temas abordados nas obras são os atuais, os que são divulgadas na Comunicação Social, relacionados com a política Nacional e Internacional, o estado do clima, as relações laborais e humanas, a espiritualidade e a sua relação com as hierarquias e as instituições religiosas, etc.

 

 

5. Como você trabalha e aborda seu assunto?
As obras são criadas em casa, num espaço que funciona como escritório e atelier. No ato de criação recorro muito a colagens para dar textura e relevo às obras e para dar uma dimensão tridimensional. A reutilização de materiais que já tiveram outras Ildebrandas Martins 2 funções é uma das ações mais comuns na execução das minhas peças artísticas. A reciclagem é, desde sempre, o ADN de muitas das minhas obras.

 

 

6. Quais são seus trabalhos de arte, artista (s) favoritos?
Os meus trabalhos artísticos atuais são basicamente instalações, muitas deles assentes em manequins, embora também pinte telas e objetos de vidro. Não tenho artistas favoritos, mas correntes artísticas. Gosto do abstracionismo, da arte provera, do surrealismo. Por defeito de profissão raramente me manifesto porque quando se gere um espaço expositivo não se deve ter preferências tornadas públicas.

 

 

7. Quais são as melhores respostas que você teve ao seu trabalho?
Relativamente às obras de arte as observações são de que são originais na sua execução, que traduzem as minhas ideais e conceitos sobre a sociedade, que são sustentadas por temas.

8. O que você gosta no seu trabalho?
Partilhar, através da arte, as ideias e os pensamentos. Também gosto de inventar, criar, concretizar a imaginação.

 

 

9. Que conselho você daria a outros artistas?
Que criem porque mentalmente e espiritualmente necessitam de o fazer, que evitem, em países como Portugal, de dependerem economicamente da arte porque isso lhes pode condicionar a liberdade de criar. Nessa dependência acabarão por criar não para acrescentar valor, inovar, mas para sobreviver e ao faze-lo cairão no erro de criar arte para decoração, como acessório, apenas em nome do design.

 

 

10. Onde você se vê daqui a 5 a 10 anos?
No paraíso, talvez em outro universo paralelo. Talvez reformada, dedicada em exclusivo à arte. Fazer projetos de média e longa duração é um erro.

 

 

Ildebranda Martins

 

 

 

LINKS —

 
Facebook: https://www.facebook.com/profile.php?id=100009653166736
Instagram:  https://www.instagram.com/ildebrandamartins/
Linkidin:  https://www.linkedin.com/in/ildebranda-martins-2a9306b9/

 


 

Olívia da Costa

 

Olívia da Costa é o nosso correspondente de artes para a Arts Illustrated em Portugal.

 

 

Facebook:  https://www.facebook.com/omgmrc/
Instagram:  https://www.instagram.com/olivia_maria_da_costa/
Linkedin:  https://www.linkedin.com/in/ol%C3%ADvia-da-costa-1826723b/